Nossos Vídeos

sábado, 17 de abril de 2010

Kassab visita estande da Prefeitura em feira internacional de reabilitação

O prefeito Gilberto Kassab visitou neste sábado (17) a Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade (Reatech), no Centro de Exposição Imigrantes, Zona Sul. Em sua nona edição, o evento conta com mais de 230 expositores que apresentam os mais diversos produtos criados e adaptados para as pessoas com deficiência. O evento, considerado o segundo maior do gênero da América Latina, visa disponibilizar mais de 6 mil vagas de empregos para esse público.

"A Reatech representa a oportunidade de conhecermos os avanços da tecnologia e dos programas de acessibilidade em nosso País. A cada ano, as políticas públicas progridem em nosso país. E, na Prefeitura de São Paulo, temos feito um esforço para atendermos essa demanda, mostrando que a nossa capital caminha para ser uma das cidades com maior acessibilidade do mundo", disse Kassab.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), participa da feira e tem um estande no local, onde estão expostos diversos projetos destinados a esse público, como a Central de Libras, Intérpretes e Guias-Intérpretes (CELIG).

O sistema inédito de comunicação permite às pessoas com deficiência de audição obterem informações sobre os serviços públicos municipais, utilizando computador e webcam, acessando uma central onde intérpretes de Libras transmitem as informações disponíveis pelo serviço 156. O projeto piloto opera atualmente em três pontos. A expectativa é atingir 56 locais na Cidade ainda este ano. A Prefeitura também tem ações de acessibilidade e mobilidade urbana. Na Cidade de São Paulo, há 4 mil ônibus e 30 táxis adaptados, além de calçadas adequadas.

Segundo estudos do setor, no Brasil, aproximadamente 15% da população possui alguma deficiência e cerca de 500 pessoas todos os dias adquirem algum tipo de deficiência. Nesse cenário, o setor de produtos e serviços para reabilitação movimenta cerca de R$ 1,5 bilhão no País, sendo R$ 200 milhões em vendas de cadeiras de rodas e mais de R$ 800 milhões em automóveis e adaptações para veículos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0