Nossos Vídeos

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Sujinho às vezes, saudável sempre

Alguns cuidados - ou mesmo a "falta" deles - garantem à criança proteções naturais e necessárias contra doenças

É natural que pais e mães queiram os filhos sempre limpinhos e bem alinhados. Não menos corriqueiro do que isso, por vezes as crianças são repreendidas após atividades que representam perigo aos pais. Impedir que elas brinquem de pés descalços, subam em árvores ou rolem no chão, na ânsia de promover condições básicas de saúde, pode ser prejudicial aos pequenos. Apesar de bem intencionado, esse excesso de zelo impede que elas desenvolvam proteções criadas pelo organismo, os tão falados anticorpos.
Manter a casa e objetos limpos, tomar banho regularmente e escovar os dentes após todas as refeições, continuam sendo medidas básicas que devem ser seguidas para manter não só as crianças saudáveis, mas quaisquer pessoas. No entanto, todo excesso é nocivo, o que não é diferente nessa situação e, exageros, podem contrariar o objetivo dos pais. Para o pediatra e neonatologista do Hospital Albert Einstein e do Instituto de Saúde Plena, Jorge Huberman, os cuidados devem ser tomados em doses precisas. "Ao se expor as agressões de bactérias e vírus, a criança esculpe defesas naturais", atesta o especialista.
Na realidade, o cuidado deve ser tomado primeiro com a higiene do local em que elas freqüentam. Entretanto, tanto uma exposição exagerada à limpeza, quanto à sujeira, fará mal aos filhos. Dr. Jorge aconselha conservar a higiene em casa, sobretudo no quarto e nos ambientes freqüentados pela criança. Desse modo, será evitada uma superexposição da criança a possíveis riscos, sem que seja necessário prejudicar seu desenvolvimento saudável. Fora a obtenção da imunidade de forma ativa no dia a dia, ele explica que também é preciso realizá-la no modo passivo. Isso significa que os cuidadores devem ficar atentos à carteirinha de vacinação dos filhos, para que eles possam ter anticorpos específicos contra - entre outras "doenças infantis" - sarampo, rotavírus e poliomielite.
Promover algumas situações é outro conselho dado pelo Dr. Jorge para que filhos freqüentem consultórios médicos apenas em ocasiões de praxe. Entre elas, ensiná-los a tirar os sapatos após chegar em casa, levá-los a parques e permitir que tenham contato direto com a grama e a terra, vacinar não só as crianças, mas também os bichinhos de estimação e assegurar que esses sejam os únicos animais com que elas tenham contato. Um ambiente propício ao surgimento de baratas, mosquitos e outros insetos pode colocá-las diante de uma fonte poderosa de várias doenças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0