Nossos Vídeos

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Imóveis de temporada como evitar problemas nos feriados

Nas regiões litorâneas, a locação de imóveis de temporada é crescente em feriados prolongados, período quando moradores e locatários enfrentam problemas que podem ser evitados com medidas simples. A principal delas é o respeito às regras condominiais.
Mais um feriado prolongado se aproxima e com ele uma série de problemas para quem mora em condomínios. Afinal, quem já não teve dor de cabeça com barulho, vagas de garagem e mau uso das áreas comuns dos prédios por locatários de imóveis de temporada ou até mesmo aquele parente que vem visitar seu vizinho?
O presidente do Sicon – Sindicato dos Condomínios Prediais do Litoral Paulista – explica que a solução dos problemas está no conhecimento e respeito às regras condominiais. “Os locatários ou ocupantes do imóvel assumem a função dos proprietários. São deles a responsabilidade pelo imóvel, entre elas tudo o que acontece além da porta da casa ou apartamento até o portão do prédio ou casa”, afirma Rubens Moscatelli.
Quem aluga ou cede um imóvel deve passar todas as normas condominiais a quem vai ocupar o imóvel, assim como a aplicação de advertências e multas.
O síndico também deve se precaver e providenciar sinalização sobre as principais regras em áreas comuns. “É função dele fazer cumprir as normas. Por isso, vale a pena investir na orientação de todos”, ressalta Rubens Moscatelli.

Principais orientações
O presidente do Sicon destaca como principais problemas em feriados o uso de garagem e o barulho. De acordo com o novo Código Civil, o proprietário tem direito sobre a vaga da garagem, porém sempre será necessário observar a convenção no que se refere à existência do direito à vaga (indeterminada) ou àquela vinculada a unidade autônoma e devidamente demarcada. Por isso, normas como restrição ou proibição de cessão da vaga são ilegais.
O barulho está relacionado a outros problemas como o não respeito ao número de ocupantes do imóvel e o respeito às regras de boa convivência. “Há casos de total abuso, como locatários que utilizam até os corredores do condomínio para dormir”, explica Rubens Moscatelli.
O presidente do Sicon finaliza alertando que a principal forma de evitar problemas é o bom senso e o respeito ao outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0