Nossos Vídeos

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

MASSAGEM TSUYA ajuda a desintoxicar das festas de final de ano


MÉTODO DE MASSAGEM TSUYA AJUDA A DESINTOXICAR O ORGANISMO E AUMENTA A SENSAÇÃO DE RELAXAMENTO E BEM ESTAR


O método Tsuya, desenvolvido pelo massoterapeuta Kiyoshi Nagaoka, mescla várias técnicas orientais e milenares como Shiatsu, ANMA, Quiropraxia, Reflexologia, entre outras
Para começar 2010 com mais disposto, o corpo relaxado e a saúde revigorada, é indicada uma boa sessão de massagem, bem vinda a qualquer hora do dia. “Além de melhorar a circulação, aliviar o estresse, aumentado a sensação de bem estar, a massagem é capaz de amenizar certos desconfortos e tratar determinadas disfunções”, afirma o massoterapeuta kiyoshi Nagaoka, com algumas décadas de experiência em técnicas milenares e orientais.
Por meio da técnica Tsuya, que significa toques de reabilitação, desenvolvida com exclusividade por Nagaoka, o profissional recomenda uma sessão de massagem para desintoxicar o organismo e eliminar o inchaço provocado pela ingestão em excesso de comida e bebida nas festas de final de ano. O método mescla diversas técnicas milenares como Shiatsu, ANMA, Quiropraxia, Reflexologia, entre outras.
O massoterapeuta explica que são feitas diferentes manobras em todas as partes do corpo, mas, principalmente, nos pontos reflexos da tireóide. A massagem começa pelo pescoço, passa pelo trapézio, região torácica, lombar, glúteos, pernas e termina nos pés. “Além de relaxar toda a musculatura e ativar a circulação, o objetivo principal da aplicação da técnica, neste caso, é desintoxicar o organismo, eliminando o inchaço, e para isso é realizado um trabalho para equilibrar toda a parte hormonal“.
Para o tratamento ser ainda mais eficaz, o profissional alia às técnicas de massagem orientações de correção postural e hábito alimentar. O número de sessão indicado varia de pessoa para pessoa. “O método proporciona um resultado mais rápido do que os demais, uma vez que a técnica de massagem Tsuya vai direto ao ponto, onde deve ser tratado o problema“, revela Nagaoka.
O Tsuya traz ainda vários benefícios no tratamento de doenças como diabetes, distúrbio da Tireóide, Tensão-Pré-Menstrual (TPM), fertilização, problemas circulatórios e do aparelho digestivo, hepatite, labirintite, enxaqueca, dores neuromusculares, hipertensão, entre outros.
SOBRE A TÉCNICA DE MASSAGEM TSUYA
Por vários anos, Kiyoshi Nagaoka dedicou-se no desenvolvimento de uma nova técnica, que denominou de Tsuya – toques de reabilitação - que compreende diversas técnicas milenares como o Shiatsu (pressão dos dedos em pontos do corpo onde passam os meridianos, conhecidos como canais de energia); a Anma (manobras como amassar e esfregar com as mãos), a Quiropraxia (manipulação, ajustamento e alinhamento articular), a Reflexologia (técnica que utiliza a acupressão em determinados pontos reflexos do pé e baseia-se no estudo fisiológico e neurológico), entre muitas outras.
Para identificar quais são as manobras necessárias para aplicar a técnica Tsuya, o terapeuta utiliza a sensibilidade das mãos e a anamnese, momento que se dedica a colher informações do paciente, que o ajudam a atender as necessidades do mesmo, antes mesmo de dar início ao tratamento. Para obter um resultado ainda mais eficaz, o especialista recomenda fazer no mínimo três sessões de massagem. O tempo de recuperação varia de acordo com organismo de cada pessoa.
 
Serviço:
Kiyoshi Nagaoka - www.massoterapeuta.com.br
Telefone (11) 3796-0723
*
*
*
Publicidade:
(Preços e estoque por tempo limitado)

Dicas para deixar a varanda do seu apartamento acolhedora e bonita

Os homens fazem as casas, mas as mulheres fazem os lares. (Provérbio inglês)

As varandas dos apartamentos cresceram, ficaram maiores e muito mais bonitas. O que era antes apenas um espaço entre ambientes internos e externos, agora é atração nos apartamentos modernos. “Cidades litorâneas como Rio de Janeiro e Salvador já exploravam esse recurso de grandes varandas que ampliam a sala de estar, aumentando o contato com o ambiente externo e valorizando o imóvel. Este comportamento se tornou uma tendência, adotada até em cidades com clima menos favorável, como São Paulo. O recurso de amplas varandas visa ampliar o espaço, destinando-o ao lazer com a família e os amigos”, diz a arquiteta Ana Carolina M. Tabach, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.
A valorização desse espaço é crescente em apartamentos de todos os tamanhos. As construtoras já oferecem projetos com varandas maiores e mais versáteis, dependendo da necessidade do morador, a sacada pode se transformar em diversos ambientes: jardim, extensão da sala, espaço gourmet, spas, salas de leitura, enfim, a personalização fica a cargo do morador do apartamento. Em muitos apartamentos, ela passa a ser o centro das atenções, merecendo um projeto de ambientação adequado para torná-la mais charmosa e funcional.
“Numa grande cidade, ter uma varanda é um privilégio, pois além de permitir que a iluminação natural invada a sala de estar e jantar, ela ainda oferece a gostosa sensação de se ter uma área aberta e ventilada, dando a impressão de “morar em uma casa”. Não é à toa que esse espaço vem se tornando um diferencial na valorização do setor imobiliário”, destaca a arquiteta Ana Carolina Tabach.

Dicas da C + A para sua varanda

1) Fechar ou não fechar? Eis uma questão difícil para quem tem uma varanda em seu apartamento. "A maioria das pessoas sonha em ter uma varanda, mas, quando a consegue, desejam fechar o espaço. O problema é como fazer isso sem desrespeitar a legislação municipal, a convenção do condomínio e sem alterar a fachada do prédio”, diz a arquiteta Ana Paula Perez, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores. Para o fechamento de varandas, o mercado oferece várias opções. Há o screen glass, sistema que não tem esquadrias, mas vidros presos em um trilho, que pode ser totalmente aberto ou fechado. Outra opção são os toldos retráteis, que possuem estrutura em alumínio, não enferrujam e dão leveza à peça. Para quem opta pelo fechamento com vidro, as estruturas de hoje já garantem isolamentos acústico e térmico;
2) Se o fechamento for a decisão final, é recomendável que o projeto da varanda passe pela aprovação do síndico ou da administradora do condomínio.“Além de qualquer proibição da lei ou convenção de condomínio, alterar a varanda também é uma questão de segurança. Isso porque grande parte das estruturas não foi projetada para suportar mais peso. Independentemente disso, o fechamento é proibido, porque a lei de zoneamento estipula a área permitida para a construção de cada prédio, e a varanda, quando aberta, não é computada nessa área. A questão também é regulada pela convenção do prédio. A fachada é área comum e qualquer mudança precisa da aprovação dos moradores ou da administração", explica Ana Paula Perez;
3) Uma medida que pode transformar a varanda em um lugar muito aconchegante é a substituição dos pisos cerâmicos por revestimentos mais nobres, como um porcelanato rústico, mármore com decks de madeira sobrepostos. “O piso em carvalho rústico é resistente e de fácil manutenção. A madeira de demolição também tem sido muito empregada nestes espaços”, destaca a arquiteta;
4) Pensando em atender às necessidades de uma família que gosta de receber os amigos, o projeto para a varanda deve contemplar funcionalidade e praticidade, com o objetivo de que o espaço seja uma expansão da área social da residência. “Se a varanda contar com uma churrasqueira, vale utilizar mesas com bancos, detalhes de marcenaria que atendam a demanda da varanda, prever um ponto de energia elétrica para instalação de um frigobar ou até mesmo uma cave de vinhos. Enfim, tudo o que é necessário para se ter conforto e fazer as refeições no local, preservando um bom espaço de circulação”, diz Perez;
5) Quanto ao material do mobiliário, o mais indicado é a madeira teca, resistente a intempéries, além dos móveis de alumínio, fibra sintética, fibra de vidro e tecidos náuticos, que não sofrem com a ação de raios UV e de fungos. “Dependendo da área disponível, podemos selecionar poltronas, pufes, mesa de centro e lateral para compor uma gostosa área de estar. E se ainda sobrar espaço, pode-se optar por uma chaise ou por uma mesa para as refeições ao ar livre”, diz Ana Paula.

Sobre a C+A Arquitetura
A C+A Arquitetura e Interiores está em São Paulo, capital. Desenvolve projetos de arquitetura criativos e inovadores, com foco nas áreas residencial, comercial, saúde e interiores. Há dez anos, tem como valores fundamentais que norteiam sua atuação o profissionalismo e o comprometimento com a entrega de projetos com alto nível de qualidade técnica. As arquitetas Ana Paula Naffah Perez e Ana Carolina M. Tabach estão à frente da equipe que congrega, hoje, mais de 10 profissionais. Conheça um pouco mais do trabalho destas profissionais, acessando:
http://www.caarquitetura.com.br/
http://minhacasameular.wordpress.com/
http://twitter.com/cmaisa
http://www.flickr.com/photos/cmaisa/sets

*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

Capital ganha mais seis Etecs

O ano começa com ampliação do número de unidades para a oferta do Ensino Técnico na Capital. Entre os dias 5 e 6 de janeiro, o governador José Serra assinou o decreto de criação de seis Escolas Técnicas (Etecs) estaduais. Com as novas escolas localizadas nos bairros do Butantã, Jaraguá, Jardim Paulo VI, Perus, Raposo Tavares e São Mateus, o Centro Paula Souza passa a administrar 179 Etecs.

As seis unidades recém-criadas participaram do Vestibulinho para o 1º semestre de 2010. A prova foi no dia 29 de novembro de 2009. A lista de classificação geral será divulgada no dia 14 de janeiro, na Etec onde o candidato pretende estudar e, também, na internet. Os convocados devem fazer a matrícula, no horário definido pela unidade de ensino, nos seguintes dias:

18 e 19 de janeiro - 1ª lista de convocação e matrícula
20 e 21 de janeiro - 2ª lista de convocação e matrícula
22 de janeiro - 3ª lista de convocação e matrícula
26 de janeiro - 4ª lista de convocação e matrícula
27 de janeiro - 5ª lista de convocação e matrícula
As novas Etecs integram o Plano de Expansão para o Ensino Profissional, uma das prioridades do governo estadual para a área da Educação.

Saiba os cursos que essas escolas oferecem:

Etec Cepam
A escola inicia suas atividades oferecendo 80 vagas, divididas entre os períodos da manhã e da noite, para o curso técnico de Gestão Pública. O Estado investiu na reforma e na adequação do prédio.

Etec Jaraguá
Além do Ensino Médio (80 vagas de manhã), a nova Etec vai oferecer quatro cursos técnicos - Administração, Eletroeletrônica, Informática e Logística --, totalizando 320 vagas. O Governo do Estado está construindo o prédio da escola em área cedida pela Prefeitura.
Etec Perus
No processo seletivo para o primeiro semestre de 2010, a nova Etec ofereceu 400 vagas, sendo 80 para o Ensino Médio e 320 divididas entre quatro cursos técnicos: Administração, Automação Industrial, Contabilidade, Eletrônica e Logística. A construção do prédio coube ao Estado, em área cedida pela Compahia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU).
Etec Raposo Tavares
A Etec recém-criada também participou do Vestibulinho para o primeiro semestre de 2010, oferecendo Ensino Médio (80 vagas de manhã) e seis cursos técnicos cursos técnicos: Administração, Contabilidade, Informática, Informática para Internet, Logística e Secretariado. Ao todo são 240 vagas para o Ensino Técnico. O Governo do Estado está construindo o prédio em área cedida pela Cohab/Prefeitura.

Etec São Mateus
Foi com os cursos técnicos de Administração, Eletrônica, Informática, Informática para Internet, Nutrição e Dietética, Segurança do Trabalho e também com Ensino Médio, que a nova unidade participou do Vestibulinho para o primeiro semestre de 2010. No total, foram oferecidas 480 vagas. A Prefeitura de São Paulo cedeu o terreno para que o Estado construísse o prédio da Etec.

Etec Uirapuru
Localizada no bairro do Jardim Paulo VI, a nova unidade ofereceu 360 vagas do Vestibulinho para o primeiro semestre de 2010. Foram 40 para o Ensino Médio e 320 vagas, divididas entre os cursos técnicos de Enfermagem, Informática, Hospedagem e Nutrição e Dietética. O Governo do Estado está construindo o prédio em terreno cedido pela Prefeitura ao lado do CEU.


Sobre o Centro Paula Souza -- Autarquia do Governo do Estado de São Paulo ligada à Secretaria de Desenvolvimento, o Centro Paula Souza administra Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais em mais de 170 cidades paulistas. As Etecs atendem mais de 150 mil estudantes, no Ensino Médio e no Ensino Técnico, para os setores Industrial, Agropecuário e de Serviços. Nas Fatecs, o número de alunos matriculados nos cursos de graduação em Tecnologia ultrapassa 35 mil.
*
*
*
Publicidade:
Preços por tempo limitado: