Nossos Vídeos

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

COLUNA BOA SEM CIRURGIA

Conheça a técnica não-cirúrgica capaz de resolver de 80 a 90% das hérnias de disco


A maior parte das dores nas costas some com o tempo ou costuma ser resolvida com cuidados básicos. Exceção à regra costuma ser a hérnia de disco, que chega a ser capaz até de impedir as tarefas rotineiras. Vários fatores contribuem para o surgimento da hérnia de disco, entre eles: sedentarismo, genética, obesidade e até envelhecimento. Até pouco tempo atrás, a saída era recorrer a cirurgias convencionais. No entanto, diversas pesquisas têm afirmado que entre 80 e 90% das hérnias de disco podem ser tratadas com fisioterapia, medicamentos e exercícios.

“Muitos médicos ainda insistem apenas na cirurgia como opção para o tratamento das hérnias de disco, sem avaliar se outros métodos poderiam ser eficazes. Embora, haja novas técnicas cirúrgicas menos invasivas, se o paciente não cuidar da coluna pós-cirurgia poderá sofrer novamente com a hérnia. O que temos visto atualmente são diversas pesquisas mostrando a eficácia de tratamentos convencionais combinados com exercícios – como pilates e musculação – e, em alguns casos, medicamentos – sempre receitados por um médico”, afirma o fisioterapeuta osteopata Helder Montenegro, fundador do Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral.

Um estudo publicado no Arch Phys Med Rehabil, avaliou 581 pacientes e os dividiu em 3 grupos: Grupo A: Pacientes que foram recomendados para cirurgia (N=62); Grupo B: Pacientes que foram recomendados para cirurgia, desde que os sintomas persistissem (N=74); e Grupo C: Pacientes com lesões estruturais sugestivas de cirurgia (N=445). Após 1 ano do programa de exercícios, a cirurgia foi evitada nas seguintes porcentagens: Grupo A: 92 %, Grupo B: 83% e Grupo C: 93 %.

“O resultado do estudo é um indicativo importante para o investimento em tratamento tradicionais e continuados. No ITC Vertebral, temos conseguido resultados equivalentes a 87% dos casos resolvidos por meio da Reconstrução Músculo-Articular da Coluna Vertebral”, explica Helder Montenegro. “Por isso, temos insistido na conscientização do dos pacientes: ao invés de optarem logo no primeiro momento pela cirurgia – dependendo do caso, claro – eles deveriam investir no tratamento convencional aliado a exercícios como musculação e pilates, sempre com orientação de um profissional.”

A técnica da RMA da Coluna Vertebral une o trabalho da fisioterapia manual com a tecnologia das mesas de tração e descompressão e do Stabilizer - equipamento que condiciona o paciente a usar o músculo transverso do abdômen, e exercícios de musculação. A união de todos esses fatores permite que o paciente não tenha mais dor e inicie um trabalho focado no fortalecimento dos músculos posturais.

http://www.herniadedisco.com.br/ .

Sobre o ITC Vertebral
O Instituto de Tratamento da Coluna Vertebral, fundado pelo professor de pós-graduação e fisioterapeuta Helder Montenegro, oferece a técnica exclusiva de “Reconstrução Músculo-Articular da Coluna Vertebral - RMA da Coluna Vertebral”, que utiliza técnicas da Fisioterapia Manipulativa, Mesa de Tração Eletrônica, Mesa de Descompressão Dinâmica, Estabilização Segmentar Vertebral e exercícios de musculação. Com o reconhecimento e o respeito de fisioterapeutas no mundo inteiro, a técnica tem ganhado espaço no mercado brasileiro devido ao elevado índice de bons resultados para pacientes que sofrem de dores nas costas. O ITC Vertebral possui clínicas em Fortaleza, Sorocaba, São Paulo, Manaus, Santos, Rio de Janeiro, Natal, Vitória e São Luís.

*
*
*
Publicidade:
Preços por tempo limitado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.