Nossos Vídeos

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Dicas para deixar a varanda do seu apartamento acolhedora e bonita

Os homens fazem as casas, mas as mulheres fazem os lares. (Provérbio inglês)

As varandas dos apartamentos cresceram, ficaram maiores e muito mais bonitas. O que era antes apenas um espaço entre ambientes internos e externos, agora é atração nos apartamentos modernos. “Cidades litorâneas como Rio de Janeiro e Salvador já exploravam esse recurso de grandes varandas que ampliam a sala de estar, aumentando o contato com o ambiente externo e valorizando o imóvel. Este comportamento se tornou uma tendência, adotada até em cidades com clima menos favorável, como São Paulo. O recurso de amplas varandas visa ampliar o espaço, destinando-o ao lazer com a família e os amigos”, diz a arquiteta Ana Carolina M. Tabach, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores.
A valorização desse espaço é crescente em apartamentos de todos os tamanhos. As construtoras já oferecem projetos com varandas maiores e mais versáteis, dependendo da necessidade do morador, a sacada pode se transformar em diversos ambientes: jardim, extensão da sala, espaço gourmet, spas, salas de leitura, enfim, a personalização fica a cargo do morador do apartamento. Em muitos apartamentos, ela passa a ser o centro das atenções, merecendo um projeto de ambientação adequado para torná-la mais charmosa e funcional.
“Numa grande cidade, ter uma varanda é um privilégio, pois além de permitir que a iluminação natural invada a sala de estar e jantar, ela ainda oferece a gostosa sensação de se ter uma área aberta e ventilada, dando a impressão de “morar em uma casa”. Não é à toa que esse espaço vem se tornando um diferencial na valorização do setor imobiliário”, destaca a arquiteta Ana Carolina Tabach.

Dicas da C + A para sua varanda

1) Fechar ou não fechar? Eis uma questão difícil para quem tem uma varanda em seu apartamento. "A maioria das pessoas sonha em ter uma varanda, mas, quando a consegue, desejam fechar o espaço. O problema é como fazer isso sem desrespeitar a legislação municipal, a convenção do condomínio e sem alterar a fachada do prédio”, diz a arquiteta Ana Paula Perez, diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores. Para o fechamento de varandas, o mercado oferece várias opções. Há o screen glass, sistema que não tem esquadrias, mas vidros presos em um trilho, que pode ser totalmente aberto ou fechado. Outra opção são os toldos retráteis, que possuem estrutura em alumínio, não enferrujam e dão leveza à peça. Para quem opta pelo fechamento com vidro, as estruturas de hoje já garantem isolamentos acústico e térmico;
2) Se o fechamento for a decisão final, é recomendável que o projeto da varanda passe pela aprovação do síndico ou da administradora do condomínio.“Além de qualquer proibição da lei ou convenção de condomínio, alterar a varanda também é uma questão de segurança. Isso porque grande parte das estruturas não foi projetada para suportar mais peso. Independentemente disso, o fechamento é proibido, porque a lei de zoneamento estipula a área permitida para a construção de cada prédio, e a varanda, quando aberta, não é computada nessa área. A questão também é regulada pela convenção do prédio. A fachada é área comum e qualquer mudança precisa da aprovação dos moradores ou da administração", explica Ana Paula Perez;
3) Uma medida que pode transformar a varanda em um lugar muito aconchegante é a substituição dos pisos cerâmicos por revestimentos mais nobres, como um porcelanato rústico, mármore com decks de madeira sobrepostos. “O piso em carvalho rústico é resistente e de fácil manutenção. A madeira de demolição também tem sido muito empregada nestes espaços”, destaca a arquiteta;
4) Pensando em atender às necessidades de uma família que gosta de receber os amigos, o projeto para a varanda deve contemplar funcionalidade e praticidade, com o objetivo de que o espaço seja uma expansão da área social da residência. “Se a varanda contar com uma churrasqueira, vale utilizar mesas com bancos, detalhes de marcenaria que atendam a demanda da varanda, prever um ponto de energia elétrica para instalação de um frigobar ou até mesmo uma cave de vinhos. Enfim, tudo o que é necessário para se ter conforto e fazer as refeições no local, preservando um bom espaço de circulação”, diz Perez;
5) Quanto ao material do mobiliário, o mais indicado é a madeira teca, resistente a intempéries, além dos móveis de alumínio, fibra sintética, fibra de vidro e tecidos náuticos, que não sofrem com a ação de raios UV e de fungos. “Dependendo da área disponível, podemos selecionar poltronas, pufes, mesa de centro e lateral para compor uma gostosa área de estar. E se ainda sobrar espaço, pode-se optar por uma chaise ou por uma mesa para as refeições ao ar livre”, diz Ana Paula.

Sobre a C+A Arquitetura
A C+A Arquitetura e Interiores está em São Paulo, capital. Desenvolve projetos de arquitetura criativos e inovadores, com foco nas áreas residencial, comercial, saúde e interiores. Há dez anos, tem como valores fundamentais que norteiam sua atuação o profissionalismo e o comprometimento com a entrega de projetos com alto nível de qualidade técnica. As arquitetas Ana Paula Naffah Perez e Ana Carolina M. Tabach estão à frente da equipe que congrega, hoje, mais de 10 profissionais. Conheça um pouco mais do trabalho destas profissionais, acessando:
http://www.caarquitetura.com.br/
http://minhacasameular.wordpress.com/
http://twitter.com/cmaisa
http://www.flickr.com/photos/cmaisa/sets

*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.