Nossos Vídeos

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

PROJETO FORMARE AMPLIA REDE DE ESCOLAS PARA 2010

O Formare, projeto de educação profissional para jovens de 16 a 18 anos de famílias de baixa renda, idealizado e coordenado pela Fundação Iochpe, concluiu, em 2009, a capacitação de aproximadamente 1.500 jovens, uma ação que acontece em parceria com as empresas que participam do projeto. No mesmo período, o Formare ampliou sua rede e inaugurou nove escolas nos Estados de São Paulo e Rio Grande do Sul, nas instalações de empresas como SYL, Eaton, Ericsson, Santos Brasil, DHL, Suzano, Guerra e Conpacel, totalizando 74 escolas.
O projeto começa 2010 com a adesão de seis Escolas Formare nas novas empresas parceiras International Paper, Mesquita, Neumayer-Tekfor, Silubrin, Teksid e Thyssenkrup. Apenas essas escolas deverão capacitar mais de 100 jovens.
"Além de beneficiar os jovens, a empresa parceira ainda melhora seu clima organizacional ao incentivar a atividade voluntária entre seus colaboradores, que atuam ou que podem atuar como educadores voluntários em sala de aula", explica Beth Callia, coordenadora geral do Formare.
As empresas parceiras do Formare mantêm, em suas unidades, espaços dedicados à capacitação dos jovens. Os formandos recebem certificados emitidos pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná reconhecidos pelo MEC (Ministério da Educação).
O Formare desenvolve cursos com as características de cada empresa e a realidade do mercado de trabalho local. A grade curricular privilegia a formação humana e técnica do aluno.
Sobre o Formare
O Projeto Formare foi criado em 1988 dentro das empresas Iochpe-Maxion S.A. em Canoas (RS) e São Bernardo do Campo (SP) como uma oportunidade de formação profissional a jovens de baixa renda na própria empresa. Hoje é um modelo vitorioso de educação profissional dentro de empresas; transformou-se na primeira franquia social do Brasil e multiplicou-se para diversos ambientes empresariais.
O objetivo do programa é desenvolver as potencialidades de jovens de famílias de baixa renda, moradores das redondezas das empresas, a fim de integrá-los à sociedade como profissionais e cidadãos. Contudo, o projeto não se limita ao curso. Quando formados, os ex-alunos recebem apoio na obtenção do primeiro emprego. Aproximadamente 6,5 mil jovens já foram capacitados pelo Formare e cerca de 80% estão empregados.
Outro fator de destaque é a capacitação e motivação que envolve os colaboradores da empresa quando aderem ao Projeto como educadores voluntários. Segundo informações da rede de empresas parceiras, foi possível comprovar que o desempenho do voluntário dentro das suas atividades e, principalmente, em seu convívio com outros colaboradores também melhora significativamente.
A Rede Formare (empresas que possuem Escolas Formare) é composta por Escolas de Educação Profissional que oferecem instalações, benefícios e tempo de seus funcionários para atuarem como educadores voluntários dos jovens.
Os cursos, com duração de no mínimo 800 horas/aula, são elaborados pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e monitorados pela equipe pedagógica do Formare, de acordo com as características de cada empresa e a realidade do mercado de trabalho local. A orientação pedagógica baseia-se nas diretrizes do Ministério da Educação, que prevê o desenvolvimento de competências e habilidades obtidas por meio da associação de teoria e prática. Os cursos são certificados pela UTFPR, instituição federal de ensino vinculada ao MEC, que mantém convênio com a Fundação Iochpe desde 1995.
Mais informações no endereço: www.formare.org.br
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque limitado


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.