Nossos Vídeos

domingo, 3 de janeiro de 2010

Uma em cada dez pessoas que mexem com fogos tem membros amputados

Uma em cada dez pessoas que mexem com fogos tem membros amputados
Associação Brasileira de Cirurgia da Mão (ABCM) alerta sobre os perigos nas festas de final de ano
O maior índice de acidentes com fogos de artifício nas mãos ocorre nas festas de fim de ano. Uma em cada dez pessoas que mexe com esse tipo de material explosivo tem membros amputados, principalmente dedos. Além de provocar queimaduras, quando explodem, os fogos podem causar mutilações, lesões nos olhos e até surdez.
A Campanha Nacional de Prevenção a Acidentes e Traumas da Mão, realizada pela Associação Brasileira de Cirurgia da Mão (ABCM), visa diminuir os índices de acidentes nesse período do ano, alertando a população sobre os perigos da brincadeira. A imprudência e a falta de informação são os principais motivos para esta alarmante incidência
O uso de fogos de artifício pode provocar queimaduras (70% dos casos); lesões com lacerações/cortes (20% dos casos); amputações dos membros superiores (10% dos casos); lesões de córnea ou perda da visão e lesões do pavilhão auditivo ou perda da audição. As explosões de fogos de artifício ocorrem por um mecanismo de compressão, e, por isso, causam uma onda de choque na mão e no braço. "Em segundos, a pessoa fica lesionada para o resto da vida. O impacto e as queimaduras comprometem os vasos sanguíneos, o que dificulta a sua reconstrução", diz o especialista Luiz Carlos Angelini.
Entres os mais atingidos pela brincadeira estão os homens e as crianças. Cerca de 40%dos atingidos estão entre a faixa de 4 a 14 anos de idade, que não possuem orientação suficiente sobre os riscos a que estão sujeitas, ou porque estão próximas ao local na hora da explosão. "Muitas pessoas compram os fogos, mas elas dão pouca importância para o alto risco desses artefatos, que podem causar mutilações irreversíveis", alerta o especialista.
Segundo Dr. Angelini, é nessa época do ano que ocorre o maior índice de acidentes com fogos de artifício, incluindo as explosões com bombas, que têm um alto poder de mutilação. Por isso, a orientação é que apenas profissionais habilitados manipulem material explosivo. "Existe uma lei que regulamenta a comercialização de fogos e proíbe que sejam vendidos para crianças", afirma.
O médico destaca a importância de prestar um atendimento adequado nos casos de acidentes com traumas na mão. "O atendimento especializado e imediato reduz significativamente o incidência de sequelas graves", orienta.
Alguns cuidados para curtir o réveillon com segurança
. Não segure os fogos de artifício com as mãos;
. Prenda o rojão em uma armação, em uma cerca ou em um muro, e não fique próximo na hora de acendê-lo;
. Não tente acender os fogos que falharem;
. Dispare os fogos somente ao ar livre, um de cada vez, e veja se não há substâncias inflamáveis ou redes elétricas nas proximidades;
. Tenha sempre um recipiente de água por perto para colocar os foguetes já usados, ou aqueles que falharam, para não haver riscos de novas explosões;
. Confira sempre o certificado de garantia do foguete;
. Nunca associe bebida alcoólica ao uso de fogos.
Fonte: Corpo de Bombeiros
*
*
*
Publicidade
Preços e estoque por tempo limitado:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você poderá fazer suas denúncias e comentários.
Se você recebeu algum comentário indevido. Utilize-se deste canal para sua defesa.
Não excluiremos os comentários aqui relacionados.
Não serão aceitos comentários com palavras de baixo calão ou denúncias infundadas. Aponte provas caso queira efetuar suas denúncias, caso contrário, seu comentário será removido.

google.com, pub-9993468695929690, DIRECT, f08c47fec0942fa0